Responsive Ad Slot

Anuncie

Corona Vírus

Coronavirus

Clubes esvaziam reunião sobre linha de crédito para crise do coronavírus

quarta-feira, 8 de abril de 2020

/ por Admin
Uma convocação da Frente Parlamentar Mista do Esporte, assinada pelo deputado federal Júlio César Ribeiro (PRB-DF), conclama os presidentes de clubes da Série A a discutir cinco pontos cruciais para sair da crise. Está na pauta, item 4: "Discutir medidas legislativas para o amadurecimento institucional e econômico do futebol brasileiro a exemplo da legislação espanhola que prevê negociação coletiva de direitos e responsabilidade solidária para a entidade que organiza as competições, o que permitiu resposta rápida à crise com uma linha de crédito para clubes no valor de quase R$ 3 bilhões."

A convocação é para uma vídeo conferência com os presidentes de clubes na tarde desta quarta-feira (8). Não houve adesão. Nenhum dos dirigentes de clube procurados pelo blog tomou conhecimento do documento. "Estive em reunião com trinta presidentes na Comissão Nacional e nenhum falou sobre isso", disse o presidente do Fortaleza, Marcelo Paz. Dos clubes consultados, Bahia e São Paulo confirmam ter recebido o ofício e devem participar da vídeo conferência.


A convocação da Frente Parlamentar fala também em apressar a aprovação de projetos de lei, como o do clube empresa, cujo relator é o deputado federal Pedro Paulo (DEM-RJ). Procurado pelo blog, o deputado também não tem conhecimento da vídeo conferência.

O presidente da Câmara, Rodrigo Maia, também foi procurado pelo blog. Disse que não foi chamado para a vídeo conferência, mas admitiu que é necessário tratar dos projetos de lei que regulem a transformação do futebol brasileiro. "Se eu for procurado, claro que vou fazer e acho que a gente tem de tratar desse assunto, sim." Há dois meses, Maia esteve na Espanha estudando a legislação que transformou a maior parte dos times em empresas (veja imagem). 

Há duas razões para a vídeo conferência convocada para hoje não ter adesão. A primeira é que não se trata de uma convocação das maiores lideranças do futebol, nem do parlamento. A Frente Parlamentar Mista do Esporte, do deputado Júlio César, não aparenta ter representatividade.

Isso explica por que nem sequer o Botafogo, que planeja se transformar em empresa, tomou conhecimento do projeto. Faltou credibilidade à Frente Parlamentar.

A outra razão é o fato de os presidentes que participam das reuniões da Comissão Nacional de Clubes julgarem que a CBF já está cuidando da suspensão das parcelas do Profut, o assunto que mais preocupa os times da Série A, neste momento, pelo menos entre os assuntos que podem ser debatidos em Brasília. "Clube empresa é piada", diz um dos presidentes ouvidos, que não pretende transformar seu time em empresa. Há outros clubes que pretendem aderir ao clube empresa, como Botafogo e São Paulo. Mas nem estes parecem capazes de aderir à vídeo conferência desta tarde.

Pela redação da convocação da Frente Parlamentar, a possível linha de crédito provavelmente estaria condicionada à adesão ao clube empresa.

Não pegou.

Embora a situação possa se mostrar diferente até às 15h, horário da convocação do deputado Júlio César, nem mesmo a possibilidade de uma linha de crédito convenceu os clubes de que há liderança para tratar de uma proposta deste tipo.

Da Redação
Globo Esporte

Nenhum comentário

Postar um comentário

Leia Também
© Du Pessoa Serviços Digitais 73 9 8888 1488.